Comunidade Nossa Senhora da Divina Providência

Endereço: Alameda Plínio Hermano c/ Rua Maracanã, Qd.3, Lt.13, Jd. Vitória I- CEP: 74865-280 História da Comunidade Coordenador da comunidade: José Pastorais: Pastoral do Dízimo: Responsável-Geralda, (3282-1318) Catequistas: Márcia e Rafael PROGRAMAÇÃO SEMANAL: Sábado: Santa Missa às 19h 30min. Histórico da Igreja Nossa Senhora da Divina Providência Bairro Jardim Vitória I – Goiânia – Goiás – Brasil A comunidade do Jd. Vitória I começou no ano de 1987. Com a construção da igreja matriz (Nossa Senhora de Guadalupe – N.S.D.G) no Parque das Laranjeiras e a formação de suas comunidades, começamos a receber visitas em nossas casas de algumas religiosas. Essse trabalho era feito na época pelas irmãs religiosas; Valdecy, Elisa e Antônia. Essas irmãs vieram com a missão de evangelizar e formar uma comunidade católica no bairro. Iniciaram-se com encontros semanais nas casas de algumas famílias procurando assim conhecer as pessoas do bairro. Aos poucos a comunidade foi se formando e a necessidade de ter um lugar fixo para celebrar missas, confissões, encontros de catequese e crisma se tornaram mais fortes. conscientes desta necessidade a família Campêlo do Santos (Sr. José e Sra. Cícera) decidiu juntamente com as irmãs e a comunidade ceder a sua casa para as celebrações. E ali mesmo como havia um bom espaço realizavam-se também encontros de pré-catequese, catequese e crisma ministrada inicialmente pelas filhas do casal: Rosilda e Rosirene. Obs: Salvo que isso não fechava as outras famílias a oportunidade de realizar também em suas casas as celebrações. O tempo foi passando e a pequena comunidade foi criando forma, exigindo assim, mais animadores para melhor evangelizar o povo. Foi nessa época que o Pe. Felice, pároco responsável, convidou “missionários” como Sr. Dimas e Srª Magali (Pq. das Laranjeiras) o ministro Reury (Conjunto Fabiana), cantores e animadores: Wagston, Isabel, Alexandre entre outros, a ajudar na formação e evangelização desta humilde comunidade. Em 1994, com a vinda do Monsenhor Aldorando para assumir a paróquia, o sonho de ter uma igreja católica no bairro Jd Vitória I foi se concretizando. Como o antigo pároco Padre Félice, havia comprado um lote de dificil acesso no próprio bairro anos antes e doado a comunidade como imóvel da Paróquia, Monsenhor Aldorando decidiu entao tomar frente na construção da Capela. O lote doado teve que passar por muitas modificações, pois era desnivelado, cheio de buracos e muito alto. Devido a essa dificuldade, o senhor Valdeci dos Santos, membro da comunidade, convidou o senhor Edson Justino (mestre de obras), o qual tinha um filho Engenheiro Civil a ajudar a desenhar a planta da capela. Assim que os projetos ficaram prontos, todos os voluntários (amigos e moradores do bairro) que não eram muitos, mas dispostos e com qualificação necessária começaram os trabalhos. Em 1996 aconteceu a primeira missa na Capela que ficou conhecida como Nossa Senhora da Divina Providência – assim batizada pelas irmãs: Valdecy, Eliza e Antônia, devido à Comunidade em sua origem ter sido modelada e guiada pela Providência Divina. Mesmo com a capela construída, a comunidade ainda era muito carente e como não tinha verbas suficiente para comprar cadeiras e mesas, as comunidades vizinhas ajudaram tanto em doações como em bingos e leilões para arrecadar dinheiro. Em 1997 chegaram a nossa Comunidade as Irmãs Loyola: Antonella, Martina e Cristina e, anos depois, Vida Tercic e Giuliana que vieram da Itália com a singela e bonita missão de evangelizar e formam aqui em Goiânia uma Comunidade semelhante aos carismas de Santo Inácio de Loyola. Com experiência inicial, as irmãs foram convidadas a começar seus trabalhos na Comunidade Nossa Senhora da Divina Providência. E o resultado não poderia ter sido melhor, a Comunidade se movimentava e aumentava cada vez mais. Fazíamos novenas nas casas e procissões nos bairros. Antonella por ser bastante carismática ajudava no coral da igreja com nosso violeiro Carlos (Carlito) e ainda evangelizava as crianças através de brincadeiras e teatros. Foram anos (1997 a 2002) bastante produtivos, inesquecíveis e muito enriquecedores aos fiéis freqüentadores da comunidade. Contudo hoje a Comunidade se encontra bem estabelecida com a realização das celebrações ou missas aos sábados pontualmente às 19:30 hs, sendo que duas vezes ao mês o nosso Pai Espiritual: Padre Augusto (atual pároco responsável pela matriz e suas comunidades) celebra a missa. Enfim a Comunidade agradece a todos que passaram e contribuíram para o crescimento da Igreja e a evangelização das pessoas (crianças, jovens e adultos). Agradece ainda aos que persistem contribuindo de alguma forma pela permanência da chama viva de Deus nos corações daqueles que o procuram. “Seja bendito o Senhor Deus de Israel para todos os séculos dos séculos. Assim seja, assim seja.” Salmo: 40;14 Cronologia 1987 – Após várias reuniões nas residências dos fiéis, nesse ano iniciam-se as reuniões na casa da família Santos; 1991 – Aquisição do lote da Igreja Nossa Senhora da Divina Providência; 1995 – Início da construção da igreja; 1996 – Término da construção da igreja; 1996 – Primeira missa. História do Santo da Comunidade A devoção e culto a Nossa Senhora da Divina Providência tem origem na Itália no século XIII. Foi uma devoção muito difundida e popular que posteriormente passou a Espanha onde se levantou o Santuário em Tarragona, Cataluña. Ao ser nomeado Bispo de Porto Rico, o catalão Gil Esteve trouxe consigo essa devoção que conheceu nos seus anos de seminarista. Nas mãos da Divina Providência teve que colocar toda sua diocese, pois encontrou a Catedral praticamente em ruínas e a economia em condições ainda piores. A confiança do Bispo e seu trabalho deram frutos rapidamente e antes dos cinco anos já havia sido possível reconstruir o templo, no qual se estabeleceu o culto e a devoção a Virgem da Providência. A imagem original venerada pelos Servos de Maria e outras Ordens religiosas italianas, é uma bela pintura a óleo onde aparece a Virgem com o Menino dormindo placidamente em seus braços. Conta-se que o título “Divina Providência” se deve a São Felipe Benício, quinto superior dos Servos de Maria, quem ao invocar a proteção da Virgem um dia em que seus frades não tinham nada que comer, encontrou na porta do convento duas cestas repletas de alimentos sem que se pudesse conhecer sua procedência. O Papa Pablo VI declarou a Nossa Senhora Mãe da Divina Providência, como Patrona principal da ilha de Porto Rico mediante um decreto assinado em 19 de novembro de 1969. Nesse documento se decretou que a solenidade da Virgem deveria ser transferida para 02 de janeiro, quando chegou a ilha. Unindo assim dois grandes afetos dos porto-riquenhos, o amor por sua preciosa ilha e o amor pela Mãe de Deus. A imagem mais antiga, que data de 1853, foi eleita para ser coroada solenemente durante a reunião do Conselho Episcopal Latino Americano, mas na véspera foi vilmente queimada. Isso não deteve a solenidade que ocorreu em meio a emoção e lágrimas de milhares de fiéis, Cardeais, Arcebispos e Bispos de toda América. A imagem foi enviada a Espanha para ser restaurada e hoje espera o término da construção do Santuário Nacional para ser ali colocada.
 
 
Rua Cardeal, esq. c/ Al. Rouxinóis s/n , Qd 43, Lt 05, Parque das Laranjeiras, Goiânia-GO – CEP 74855-220
Segunda-feira das 14h às 18h. Terça-feira a sexta-feira das 08h às 11:30 e das 14h às 18h. Sábado das 08 às 11:30
62 3249-1933 | 9671-7491 (vivo) | 9105-2028 (claro) | 8405-2927 (oi) | 8227-6917 (tim)

Desenvolvido Por:

Compartilhar: