Pressupostos da Pastoral Familiar

 Estar em consonância com a Pastoral de Conjunto. 

Sendo uma pastoral complexa e abrangente, exige-se dela um profundo inter-relacionamento com as outras pastorais. 

É imprescindível para possibilitar a transformação da família em agente evangelizador.  

A Pastoral Familiar, mesmo associada a outras pastorais, têm dimensões próprias: Educação para o amor, espiritualidade conjugal e familiar, educação na fé...  

A Pastoral Familiar tem objetivos específicos e NÃO está diluída em outras pastorais. 

Objetivos específicos 

1- Em nível de casal  

Ajudar os casais a: 

Crescerem e amadurecerem no amor que os une.

Viverem o matrimônio como Aliança Eclesial e Sacramental.

Viverem a sexualidade de maneira humana e cristã.

Viverem a fraternidade responsável e o planejamento familiar

Descobrirem e assumirem seu compromisso batismal  

3 - Em nível de Igreja 

  •  Refletir: Sobre a problemática e a missão da família à luz do Evangelho.
  •  Promover: Os valores perenes da família com base da sociedade e da Igreja.
  •  Preparar: Remota e proximamente os jovens para o sacramento do matrimônio e vida familiar.
  •  Detectar e realçar: Os valores e ideais familiares vividos em grupos comuns.
  • Proporcionar: Capacitação e formação dos agentes de Pastoral Familiar.
  • Articular: Movimentos e Serviços e Instituições Familiares com as atividades da Pastoral Familiar.

 

4 - Em nível de sociedade

 

  • Auxiliar famílias em situações difíceis, críticas ou irregulares
  • Desenvolver gestões e estimular a participação das famílias no campo político.
  • Defender as famílias quando ameaçadas de destruição ou deformação na sua missão.
  • Trabalhar pela promoção das famílias menos favorecidas.
  • Promover cursos, encontros para formar o espírito crítico diante dos MCS.
  • Colaborar com instituições e/ou grupos organizados que se preocupam com a família.

A Pastoral Familiar é toda a acção ou intervenção da Igreja em favor da Família, acompanhando-a passo a passo nas diversas etapas da sua formação e desenvolvimento, através das suas estruturas e dos seus responsáveis e agentes.

A Pastoral Familiar incidirá sobre as famílias cristãs e não cristãs.

>

A acção pastoral terá em vista a defesa, a preparação e o desenvolvimento da Família, nomeadamente nos domínios da estabilidade conjugal e familiar, do adequado exercício das suas funções e da resolução das situações difíceis ou irregulares nas relações entre os seus membros ou nas relações da Família com a sociedade.

 Perfil da Pastoral

Comprometer-se com a missão, empenhar-se a fundo. “vestir a camisa”. Cria a mística que orienta a caminhada. (Jer. 20,7)

Conhecer os documentos da igreja, as diretrizes da CNBB e da (Arqui)diocese com suas prioridades.

Conhecer bem o conteúdo, as normas e a pastoral que está inserido; no caso da Pastoral Familiar, estudar a “Familiaris Consortio”, “Evangelium Vitae”, estudo 65 da CNBB, e as publicações da Pastoral Familiar.

Ter humildade e querer aprender – estudar.

Não querer ser dono da pastoral, mas fazer os outros crescerem. (Jo 3,30) É bom que eu diminua e Ele cresça. 

6. Ter vida de oração, participação na comunidade, freqüência aos sacramentos, dar testemunho de vida. (Atos 2,42).

Seguir as normas e diretrizes e não querer seguir normas próprias (I Cor 12,15ss).

Lutar pela a unidade e comunhão dentro da pastoral e com as outras pastorais e serviços, evitando “concorrência”. (I Cor 3,5-8)

Respeitar a autoridade, o outro e suas idéias, mesmo que não concorde com elas.

Ter um plano de trabalho. Ser servo. (Mt 22, 15-22) “Dai, pois, a César o que é de César e a Deus o que é de Deus.”

Coragem para avaliar constantemente.

Estar preparado para a missão. Jesus preparou-se durante 30 anos.

Delegar tarefas confiar-nos outros, prepararem o sucessor.

Ficar calmo nas tempestades.

Ser um líder inspirador que cativa os outros e convive bem com todos.

Pastoral do Conforto

Coordenador da Pastoral: Iraci

“Eu estava com fome, e vocês me deram de comer; eu estava com sede, e me deram de beber; eu era estrangeiro, e me receberam em sua casa; eu estava sem roupa, e me vestiram; eu estava doente, e cuidaram de mim; eu estava na prisão, e vocês foram me visitar. Todas as vezes que vocês fizeram isso a um dos meus pequenos, foi a mim que o fizeram”. (Mt 25,35-36,40)

Na Paróquia, a Pastoral do Conforto nasceu em primeiro de outubro de 1993, com o trabalho voluntário de alguns paroquianos de boa vontade coordenados pela nossa irmã Iraci Moreira Vaz, e o não menos importante apoio e incentivo do Pe. Félix Pinelli, Vigário na época. A nossa missão prioritária é levar aos enfermos e idosos de nossas comunidades, a alegria da presença de Cristo Jesus através dos agentes de pastoral que ali representam à comunhão da Igreja.

Todos, sem exceção, são chamados a proporcionar qualidade de vida e denunciar tudo o que impede o desabrochar desse Dom precioso de Deus, como fez Cristo, que disse: “Eu vim para que todos tenham vida, e a tenham em abundância.” (Jo 10,10)

Temos ainda grandes desafios:

1. Sensibilizar e integrar a COMUNIDADE com os hospitais e abrigos, uma vez que estes fazem parte da mesma;

2. Proporcionar assistência psico-espiritual aos enfermos internos a domicílio;

3. Preparar novos agentes pastorais para anunciar a Boa Nova às pessoas diante do confronto com o sofrimento, a doença e a morte;

4. Dialogar com os doentes num espírito ecumênico, respeitando a liberdade de religião;

5. Promover, através da Evangelização, a valorização humana e cristã dos agentes pastorais e todos os que atuam nos hospitais e abrigos, objetivando a criação do espírito comunitário;

6. Programar e realizar celebrações litúrgicas (missas) que resgatem a dimensão celebrativa da vida na perspectiva de fé e esperança:

1º Sábado: Missa no Hospital HDT

2º Sábado: Missa no Abrigo Sagrada Família

3º Sábado: Missa no Abrigo das Acácias

4º Sábado: Missa no Abrigo Sagrada Família

7. Possibilitar aos doentes a recepção dos Sacramentos da Eucaristia e Unção dos Enfermos, quando desejarem;

8. Elaborar subsídios que ajudem a transmitir esperança, otimismo, fé e diversão aos enfermos e idosos. 

A Pastoral da Saúde ou Conforto é a orgânica de todo o povo de Deus tornando presente no mundo de hoje a ação libertadora do Cristo na área da saúde em três dimensões: solidária, comunitária e político/social.

A todos que deram sua valiosa contribuição na doação, na participação e na presença, a Pastoral do Conforto, agradece a Deus que nos encheu de força, lua e coragem para a concretização dos nossos trabalhos; as comunidades e a todas as pessoas que nos auxiliam na concretização das nossas propostas.

Convite especial

“A messe é grande, mas poucos são os operários!

Orai para que o dono da Messe mande operários à sua Messe!”(Mt 9,37)

Venha fazer parte da Pastoral do Conforto, ajude a aliviar o sofrimento dos irmãos idosos e enfermos nos hospitais, abrigos e nos lares.

Os enfermos e a Igreja necessitam do seu trabalho, atenda o chamado de Jesus Cristo! Venham participar conosco!

Visitas todos os sábados. Nos encontramos todos os sábados às 14:00h, no pátio do Hospital Acalanto de onde seguimos para o Hospital HDT, os Abrigos das Acácias e Sagrada família e ainda visitas aos enfermos nos seus lares. 

Esperamos por você!!!!

Juventude, é preciso acreditar!

O desenvolvimento de nossa personalidade se dá no conflito e no confronto diário de nossas relações intrapessoais e interpessoais tais como: comigo mesmo; com os outros; com o mundo e com o Transcendente.

Devemos descobrir e apontar quais são os nossos sonhos, ideais e utopias que carregamos. Questionarmos em que mundo estamos? Darmos conta quais são as razões concretas de nossas esperanças? Digamos que esse é o primeiro passo para identificar e enfocar os nossos princípios básicos. O que realmente acreditamos para fazermos a diferença na sociedade.

Não é fácil desenvolver o caminho da construção do eu, ou seja, de nossa identidade juvenil. A pergunta que fazemos qual é o sentido do auto conhecimento? Às vezes confundimos como: uma pessoa, um indivíduo, um cidadão, um sujeito, não sabemos qual é o melhor conceito? Ou tudo é mesma coisa? Será que todos estão comprometidos com a vida do ser humano?

A auto-realização se dá na interação do sujeito e com o objeto. Quanto mais intensificarmosa

O desenvolvimento de nossa personalidade se dá no conflito e no confronto diário de nossas relações intrapessoais e interpessoais tais como: comigo mesmo; com os outros; com o mundo e com o Transcendente.

Devemos descobrir e apontar quais são os nossos sonhos, ideais e utopias que carregamos. Questionarmos em que mundo estamos? Darmos conta quais são as razões concretas de nossas esperanças? Digamos que esse é o primeiro passo para identificar e enfocar os nossos princípios básicos. O que realmente acreditamos para fazermos a diferença na sociedade.

Não é fácil desenvolver o caminho da construção do eu, ou seja, de nossa identidade juvenil. A pergunta que fazemos qual é o sentido do auto conhecimento? Às vezes confundimos como: uma pessoa, um indivíduo, um cidadão, um sujeito, não sabemos qual é o melhor conceito? Ou tudo é mesma coisa? Será que todos estão comprometidos com a vida do ser humano?

A auto-realização se dá na interação do sujeito e com o objeto. Quanto mais intensificarmosa

Apresentação da Pastoral da Comunicação

Com a ideologia de promover a comunicação interna entre as pastorais e as comunidades da paróquia e manter relação externa pelos vários meios de comunicação, fazendo assim, com que as realidades da Igreja se tornem notícia. Com a aprovação eo apoio do Conselho Pastoral Paroquial, nasce a PASCOM (Pastoral da Comunicação), aspirando realizar os desejos e anseios de muitos paroquianos.

A PASCOM tem como missão: Desenvolver na Paróquia, site, jornal, informativos levando os fatos e acontecimentos da Paróquia junto às comunidades, anunciar a boa nova e denunciar a injustiça e desigualdade social.

O nosso grande objetivo diferencial é a busca pela unidade do trabalho em equipe. Pessoas motivadas, dispostas e repletas de interesse em evangelizar e solucionar os vários ruídos da comunicação. Afinal, para alcançar a eficácia na comunicação, se faz necessário nos dias de hoje acompanhar o desenvolvimento tecnológico, por isso, caminhamos em busca de quebrar as barreiras que o mundo globalizado nos propõe.

A equipe provisoriamente se reúne semanalmente na sala da PASCOM localizada nas dependências da Igreja Matriz, para se formar e traçar metodologia de ação.

Junte-se a nós, venha fazer parte deste projeto de evangelização através da Pastoral da Comunicação Paroquial.

Coordenador: Luciano Gonçalves Dias

Administradores do sit:

Luiz Gonçalves de Oliveria

Alessandro Pablo Duarte